30/04/2017

A alquimia amorosa do verbo e do mar na poesia de Henrique Levy


AMOR NO MAR

o farol onde moras entre
nunca e sempre
dispersa

a ritmo largo a luz
renovada sobre o mar

chega vibrante o brando entardecer de mim em ti

venero o secreto mundo dos teus olhos
as tuas mãos abertas encontram
praias quentes
areias macias proclamam
amor no silêncio do vento

desliza o mar deitado
a teu lado

as ondas cobrem o teu corpo
por ele o riso cresce
despido na alegria das águas
tecendo no tempo a mais longa vaga
de silêncio nos destroços ancorada

a suave volúpia
dos corpos
agita a praia ventosa

levam búzios
trazem rosas

no nosso olhar
os abismos
cantam ao crepúsculo
os lábios húmidos
afogados nos beijos do mar…


Henrique Levy


in Noivos do Mar. Lisboa: Labirinto, 25 de abril de 2017.
Reprod. no perfil oficial do autor no Facebook, 28.04.2017.

Sem comentários:

Enviar um comentário